Londres quer zerar emissões de transporte até 2050


Estratégia da gestão é focar nos transportes elétricos e alternativas sustentáveis de deslocamento.


Diversas capitais mundiais estão anunciando medidas para reduzir as emissões de poluentes e Londres, na Inglaterra, não quer ficar de fora. Nesta semana, o prefeito da cidade, Sadiq Khan, anunciou uma importante iniciativa para reduzir os gases poluentes até zerar completamente as emissões nas próximas três décadas.


Atualmente, o sistema de transporte público já é elétrico e a ideia é dar procedimento nessa estratégia. Fazer com que mais pessoas optem por este tipo de deslocamento será uma das maiores metas do plano londrino.


A gestão, além de incentivar o uso de transporte público, quer que a população use mais as bicicletas e a caminhada como alternativas de deslocamento. O plano é reduzir o número de viagens em três milhões por dia.


O documento “Estratégia de Transporte” formulado para ser cumprido a longo prazo estabelece que táxis e veículos de aluguel alcancem a taxa zero até 2033, já ônibus até 2037 e demais veículos até 2040. Como primeira meta, o centro de Londres deverá ser emissão zero até 2025. A partir daí, o programa será expandido pelo restante da cidade até 2050.


O maior obstáculo a ser enfrentado pela capital da Inglaterra será garantir a infraestrutura necessária para que os projetos sejam tirados do papel. Uma das resoluções que já está sendo adotada é a instalação das estações de carregamento para os veículos elétricos.


A meta é ambiciosa? Pode ser, mas a Suécia e a Finlândia já anunciaram o comprometimento e serem carbono zero até 2045, cinco anos antes do objetivo de Londres.


Redação CicloVivo


Fonte: https://goo.gl/p39Dgx


13 visualizações

O projeto Tempo de Aprender em Clima de Ensinar foi criado pela equipe do Laboratório de Meteorologia da Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro (LAMET/UENF), com o intuito de discutir com alunos e professores de escolas públicas as diferenças entre os conceitos de “tempo” e “clima” através de avaliações e estudos das características da atmosfera.

Criatividade Coletiva