São Paulo recebe em 2 dias quase a metade da chuva de fevereiro


A estação automática do INMET registrou 110 milímetros neste primeiro fim de semana do mês na capital paulista. Parte do litoral de São Paulo recebeu toda a chuva esperada para o mês



Neste primeiro fim de semana de fevereiro, São Paulo recebeu um volume de chuva tão elevado que representa 45% de toda chuva esperada para o mês. Segundo a estação meteorológica do Instituto Nacional de Meteorologia, o INMET, foram 110 milímetros de chuva, sendo que a média para o mês é de 246 milímetros. A capital paulista ficou em estado de atenção, de acordo com o Centro de Gerenciamento de Emergências da Prefeitura de São Paulo, o CGE.


Litoral de São Paulo com muita chuva também


No litoral paulista, os acumulados também foram muito elevados e provocaram transtornos como alagamentos e escorregamento de terra. Por conta da chuva volumosa na Baixada Santista, a Estrada do Guaraú, em Peruíbe, foi interditada de maneira preventiva. Houve deslizamento de pedras na pista. Ainda de acordo com o Cemadem, Praia Grande registrou 226 milímetros, 13% acima da média de fevereiro que é de 200 milímetros. Em Mongaguá, 2 dias de chuva foram suficientes para que esta cidade litorânea registrasse todo o esperado para o mês: 200 milímetros.

Previsão do tempo mantém a condição de chuva


A razão de tanta chuva é um corredor de umidade da Amazônia aliado à um uma área de baixa pressão que mantém a chuva forte em São Paulo – principalmente Vale do Ribeira, região metropolitana de São Paulo e Vale do Paraíba, incluindo o litoral. Nesta segunda-feira, o tempo segue fechado na faixa leste do estado. Podemos esperar grandes volumes nestas áreas. Por conta da nebulosidade, as temperaturas não sobem muito e a sensação é de tempo ameno. Enquanto isso, pelo norte de São Paulo, o predomínio é de sol entre nuvens pela manhã e pancadas fortes de chuva à tarde.


Janeiro terminou com chuva dentro da média na capital paulista


O primeiro mês do ano fechou com volume de chuva dentro da normalidade em São Paulo. De acordo com o INMET, acumulado de chuva na estação meteorológica do Mirante de Santana foi de 287,5 milímetros, valor praticamente igual à referência da Normal Climatológica (1981-2010), que é de 288,2 milímetros. A maior chuva em 24 horas foi de 82,5 milímetros, registrada na manhã do dia 17.


Fonte


2 visualizações

O projeto Tempo de Aprender em Clima de Ensinar foi criado pela equipe do Laboratório de Meteorologia da Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro (LAMET/UENF), com o intuito de discutir com alunos e professores de escolas públicas as diferenças entre os conceitos de “tempo” e “clima” através de avaliações e estudos das características da atmosfera.

Criatividade Coletiva