Criatividade Coletiva - Inteligência de Marketing para Eventos

INFORMATIVO

Como foi junho?

04/07/2016

 

Mês teve chuva forte, microexplosões, temperaturas negativas, geadas e até neve.


Por: Ana Clara Guerra
 

Junho terminou na última quinta-feira (30) e foi marcado pelas chuvas bem irregulares no país. De acordo com a Somar Meteorologia, os temporais ficaram concentrados no Sudeste, leste de Mato Grosso e do Paraná na primeira semana do mês devido a uma Corrente de Jato Subtropical. Além disso, o começo de junho teve episódios de evento severo, como as microexplosões em São Paulo e Minas Gerais.
 

A cidade com maior acumulado de chuva em junho foi Caracaraí, em Roraima, com 546mm o que corresponde a 62% acima da média, que é de 336,8mm, conforme os dados do INMET (Instituto Nacional de Meteorologia). Algumas capitais tiveram chuva acima do esperado para o mês, como São Paulo com acumulados de 206,3mm, Vitória com 72,7mm, Belo Horizonte com 73,9mm, além de Curitiba com 122,6mm.
 

Além disso, o oeste do Amazonas, centro e sul de Roraima, Amapá, norte de Tocantins e norte de Mato Grosso também receberam acumulados elevados se comparado ao esperado para o mês. E com a mudança do posicionamento e da intensidade da Corrente de Jato para a Argentina, uma massa de ar seco predominou na última semana do mês.
 

Junho teve temperaturas negativas, geadas e até neve
 

Outro grande destaque no mês foi a forte massa de ar polar, considerada a mais intensa desde 2014, que derrubou as temperaturas e causou geada ampla e até episódios de neve ou chuva congelada na segunda semana do mês, antes mesmo da chegada do inverno no dia 20 de junho, às 19h34, no horário de Brasília.
 

A cidade com menor temperatura foi Urupema, em Santa Catarina, com -8,5ºC no dia 13 de junho, segundo o CIRAM (Centro de Informações de Recursos Ambientais e de Hidrometeorologia de Santa Catarina). Algumas metrópoles tiveram a ocorrência de neve/chuva congelada em 10 de junho, mas os registros não foram oficializados em Caxias do Sul, Gramado, Canela, São Francisco de Paula, Farroupilha, no Rio Grande do Sul e em São Joaquim, em Santa Catarina.
 

Já as geadas foram registradas nos Estados de São Paulo, Minas Gerais, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul, com destaque para as capitais São Paulo, Curitiba e Porto Alegre.
 

Fonte: http://jornaldotempo.uol.com.br/noticias.html/61922/como-foi-junho?/

Please reload