Criatividade Coletiva - Inteligência de Marketing para Eventos

INFORMATIVO

Em 3 dias, ressaca causou estragos em 15 cidades de SC, diz Defesa Civil

31/10/2016

Segundo o órgão, 84 pessoas ficaram desalojadas desde sábado. 
Município de Navegantes informou que deve decretar emergência.

 

Até a manhã desta segunda-feira (31), a Defesa Civil de Santa Catarina contabilizou 15 municípios atingidos pela ressaca nos últimos dias. O fenômeno causou estragos no estado desde sexta-feira (28), quando invadiu ruas, casas, destruiu decks e desalojou 84 pessoas no estado. O município de Navegantes informou que deve decretar emergência.

Ainda conforme a Defesa Civil, os danos materiais mais graves foram verificados em ao menos sete cidades, a maioria no sábado (29).

 

No Litoral Norte, foram atingidos pela ressaca os municípios de Navegantes, Bombinhas, Barra Velha, Balneário Camboriú e Balneário Barra do Sul. No Sul, houve prejuízos em Araranguá, Balneário Gaivotas, Balneário Rincão, Imbituba, Jaguaruna, Laguna e Balneário Arroio do Silva e Passo de Torres. No Norte catarinense, Itapoá também registrou ocorrência e, na Grande Florianópolis, Tijucas.

 

Pessoas prejudicadas


Em Tijucas, 40 pessoas ficaram desalojadas e 10 residências foram danificadas pela ressaca. Em Itapoá, 12 pessoas foram afetadas e oito desalojadas, duas residências foram atingidas e uma condenada.

Em Balneário Barra do Sul, 36 pessoas ficaram desalojadas e quatro casas foram consideradas pela Defesa Civil como condenadas. No Balneário Arroio do Silva, houve estragos em muros e casas; em Balneário Rincão, as ruas também foram prejudicadas pela invasão da água. Em Laguna, um barracão de pesca foi destruído pela ressaca.

 

Trabalho de recuperação


Em Balneário Camboriú, 50 trabalhadores da secretaria de obras e da empresa municipal de água trabalharam na manhã desta segunda com retroescavadeiras e caçambas para remover a areia levada pelo mar para a Avenida Atlântica. Ao todo, 14 máquinas auxiliaram a operação. A expectativa da prefeitura é encerrar o trabalho até quinta (3).

 

De acordo com Romulo Notari, diretor geral de obras, após a limpeza das calçadas seria a vez das tubulações e bocas de lobo. Como mostrou a RBS TV, a areia no local é suficiente pra encher cerca de 400 caçambas.


Além do calçadão, condomínios também registraram estragos na madrugada de sábado. Em um deles, a água do mar chegou até o elevador. Na Barra Sul, quiosques de milho e churros foram arrastados para longe. Pescadores colocaram os barcos sobre a calçada para evitar que eles fossem levados.

 

Em Navegantes, além das estradas alagadas, um parquinho e uma cancha de bocha foram invadidos pela água. A prefeitura informou que nesta manhã ocorreu uma reunião para  tomar providências para recuperar a orla da Praia de Gravatá, atingida pela ressaca.

 

A expectativa é de que até o fim da tarde o município tenha o valor total dos prejuízos para compor o decreto de estado de emergência e enviá-lo o ao governo federal. Em Balneário Gaivota, a erosão da praia causou danos nas ruas e interrompeu o fornecimento de energia.

Em Barra Velha, houve estragos em ruas alagadas, queda de energia, além de postos de guarda-vidas e quiosques danificados pelo avanço da água do mar.

 

Fonte: http://g1.globo.com/sc/santa-catarina/noticia/2016/10/em-3-dias-ressaca-causou-estragos-em-15-cidades-de-sc-diz-defesa-civil.html

Please reload