Criatividade Coletiva - Inteligência de Marketing para Eventos

INFORMATIVO

São Paulo quer chuva, depois do 5º julho mais seco em 74 anos

31/07/2017

 
por Josélia Pegorim 

 

O Instituto Nacional de Meteorologia confirmou o que a população da cidade de São Paulo sentiu na pele: julho de 2017 foi uma secura total! Em 31 dias, a estação meteorológica do Mirante de Santana, na zona norte da capital, registrou apenas 0,8 mm na medição convencional, que é feita desde 1943 neste local.

 

A expectativa de chuva fica com frente fria que deve chegar ao estado de São Paulo no fim da semana. Para as próximas 48 horas, até a quarta-feira, a previsão é de que o tempo continue seco. Apesar da formação de algumas nuvens, coisa rara nos últimos 10 dias, não há previsão de chuva. A partir da próxima quinta-feira, a nebulosidade e a chuva da nova frente fria devem ser sentidas na Grande São Paulo e em diversas regiões do estado. Mas mesmo forte, a chuva desta frente fria não deve conseguir atingir todas as regiões do estado.

 

 

Um dos julhos mais secos em 74 anos 

 

Como a Climatempo já havia adiantado, julho de 2017 foi o mais seco desde 2008, quando não houve registro de chuva no Mirante, mas também foi um dos julhos mais secos em várias décadas de medições. Em nota oficial divulgada no dia 31 de julho, o INMET informou que total de 0,8 mm de julho de 2017 foi o quinto menor volume de chuva acumulado em um mês de julho de toda a série história de 1943 a 2017, portanto em 74 anos de medições.

 

A média histórica de chuva para julho, considerado o período de 1943 a 2016 é de 43,6 mm. Houve apenas 1 dia com registro de chuva, dia 4 de julho, enquanto que a média histórica para julho é de 7 dias com chuva.

 

 

O gráfico mostra a comparação dos volumes de chuva acumulados de 2007 a 2017. O mínimo foi 0,0 mm, em 2008, e o máximo de 179,7 mm, em 2009.

 

Temperatura

 

A temperatura de julho de 2017 ficou dentro da média histórica, tanto as mínimas quanto as máximas. A média das temperaturas mínimas ficou em 12,2°C, sendo que a média histórica é de 12°C. A média das temperaturas máximas foi de 22,2°C, sendo que a média histórica é 22,1°C.

 

A maior temperatura do mês foi de 26,1 °C, no dia 17. A menor temperatura do mês, e do ano até agora, foi 7,9°C, registrada no dia 19. Esta foi a menor temperatura desde junho de 2016, quando fez 7,0°C.

 

A média das mínimas foi a menor desde o ano de 2013, que teve média de 12,1°C. A média das máximas de julho de 207 foi a menor desde 2014, que teve média de 22,0°C.

 

Uma das tardes mais frias em 17 anos

 

A tarde de 18 de julho de 2017 foi uma das mais frias na cidade de São Paulo em 17 anos. Às 15 horas do dia 18 de julho de 2017, o termômetro de temperatura do ar do Mirante de Santana registrou 10,2°C. É uma temperatura muito baixa para este horário e igualou a marca de 8 de agosto de 2004. O menor registro anterior de temperatura às 15 horas era 8,6°C, em 24/07/201. O recorde de temperatura baixa às 15 horas da série dados de 1961-2017 é de 7,3°C em 12/07/1988.

 

São Paulo mais poluída

 

A falta de chuva deixou São Paulo mais poluída neste julho de 2017, mas não felizmente não houve situações críticas. Em alguns dias, a qualidade do ar foi considerada moderada pela Cetesb, Companhia Ambiental do Estado de São Paulo. Em um dia, uma estação de Guarulhos registrou qualidade do ar ruim. 

.

 

Fonte: https://goo.gl/7TibTU

 

Please reload