Criatividade Coletiva - Inteligência de Marketing para Eventos

INFORMATIVO

Junho quente em São Paulo

25/06/2018

 

 
por Redação 

 

Desde o início do inverno astronômico, no último dia 21, a cidade de São Paulo praticamente não sentiu o gosto da nova estação. As temperaturas tem permanecido num patamar bem acima da média durante todo este mês.

 

De acordo com os dados da estação convencional do INMET no Mirante de Santana, zona norte da capital, a média de temperaturas mínimas até esta segunda-feira (25) estava em 14,9°C, o que representa 1,9°C a mais que a média para este mês na normal climatológica de 1981 a 2010, de 13,0°C. Com relação à média das máximas, o desvio positivo neste mês está em 0,3°C. Até domingo (24) estava em 22,9°C, sendo 22,6°C a normal climatológica. 

 

Nas demais cidades do estado, a situação se repete. Veja na tabela abaixo as médias de mínimas e máximas deste mês de junho de 2018 em algumas estações convencionais do estado e a comparação com as médias da normal climatológica de 1981 a 2010:

 

 

Neste domingo, a estação do Mirante de Santana teve a quarta maior temperatura para junho em 58 anos, com máxima de 28,5°C durante a tarde. Na estação do IAG/USP, zona sul, a máxima chegou a 29,3°C e igualou a temperatura observada em 29 de junho de 1972, a maior desde que se iniciaram as medições em novembro de 1932. No interior, a temperatura ontem chegou aos 33,4°C em Ilha Solteira, de acordo com medição da UNESP. No litoral, a maior temperatura ontem foi de 33,6°C em Cubatão, na estação da CETESB.

 

As temperaturas acima da média estão sendo causadas pela ausência de massas de ar de origem polar, que costumam chegar ao estado nesta época e mantém as temperaturas mais baixas. Mas essas massas de ar estão bloqueadas no sul do país. Fortes correntes de vento em níveis mais elevados da atmosfera estão impedindo que as frentes frias e as massas de ar frio cheguem ao Sudeste e todo o frio está ficando concentrado no Sul do Brasil, onde junho está sendo mais frio que o normal. Porto Alegre, por exemplo, está com médias de 9,5°C/19,2°C neste mês, quando a normal seria 10,8°C/19,8°C.

 

Como as frentes frias são responsáveis por praticamente toda a chuva que cai no outono e inverno de São Paulo, sem elas a cidade vem enfrentando uma sequência de meses com chuva abaixo da média. Desde abril tem chovido menos que o normal na capital paulista. Neste mês, o acumulado está em apenas 12,8mm, quando a média é de 50,3mm. Sem nenhuma perspectiva de mudança até o fim de junho, a tendência é que não chova mais nada. 

 

E a umidade baixa tem sido outro problema recorrente nas últimas semanas. As estações meteorológicas do INMET no interior do estado tem registrado umidade abaixo dos 30%, e mesmo aqui na capital a estação oficial tem observado umidade abaixo dos 40% nos últimos dias. Por isso, muitas estações da CETESB na capital tem registrado qualidade do ar moderada e até ruim, por conta das condições meteorológicas desfavoráveis à dispersão dos poluentes.

 

Colaborou neste texto o meteorologista Bruno Maon  

 

Fonte: https://goo.gl/CqFQqw

Please reload