Criatividade Coletiva - Inteligência de Marketing para Eventos

INFORMATIVO

Principais sistemas meteorológicos do verão no Brasil

23/01/2019

por Josélia Pegorim 

 

 

Conheça os mais importantes sistemas meteorológicos que se formam ou atuam sobre o Brasil nos meses de verão.

 

 

ZCIT
 

A Zona de Convergência Intertropical (ZCIT) é um dos principais sistemas meteorológicos que influenciam o país durante os meses de verão. É caracterizada por bandas de nuvens carregadas que se formam na convergência entre os ventos alíseos de nordeste vindos do Hemisfério Norte, e os alíseos de sudeste vindos do Hemisfério Sul. Estas bandas de nuvens avançam do oceano Atlântico Norte em direção ao Norte e ao Nordeste do Brasil e provocam chuva forte e volumosa. As áreas de instabilidade da ZCIT começam a ter maior influência no Brasil em geral durante o mês de janeiro, mas sua maior atividade sobre o país ocorre em março.

 

 

Corredor de umidade
 

Durante os meses de verão ocorrem grandes circulações de ventos específicas sobre a América do Sul que criam naturalmente um "corredor de umidade" da Região Norte para as Regiões Centro-Oeste e Sudeste. As principais circulações de vento são:Alta da Bolívia (AB) e o Vórtice Ciclônico em Altos Níveis da atmosfera (VCAN).

 

 

Alta da Bolívia (AB)

 

Grande sistema de alta pressão atmosférica(circulação anticiclônica) que se estabelece com centro sobre este país em torno de 10 mil metros de altitude. Porém, a circulação de ventos da Alta da Bolívia influencia áreas no Brasil, no Peru, no Paraguai, na Argentina e no Uruguai.

 

 

Vórtice Ciclônico de Altos Níveis (VCAN)
 

Vórtice Ciclônico de Altos Níveis da atmosfera (VCAN) é caracterizado por uma circulação ciclônica (sentido horário fazendo o giro completo de 360º ao redor de um centro), que se forma em torno de 10 km de altitude. O VCAN tem muita influência sobre a Região Nordeste do Brasil durante o verão causando chuva em algumas áreas, mas também deixando o ar seco em outras.

O VCAN pode aparecer várias vezes sobre o Nordeste variando de posição e de extensão sobre a Região. Algumas vezes não temos o vórtice totalmente organizado, mas um grande cavado na altitude de 10 km de altitude, que também estimula a chuva em parte do Nordeste e deixa outras áreas secas.

 

 

ZCAS e ZCOU

 

O acúmulo e persistência do ar úmido e quente sobre país geram a Zona de Convergência do Atlântico Sul (ZCAS) e Zonas de Convergência de Umidade (ZCOU), que são importantes sistemas meteorológicos responsáveis por grande parte da chuva do verão no Sudeste, no Centro-Oeste, numa grande porção da Região Norte e em parte do Nordeste.

 

 

ZCAS
 

A Zona de Convergência do Atlântico Sul é uma grande e prolongada zona de convergência de fluxos de umidade sobre o Brasil resultado da interação da circulação de vários sistemas meteorológicos: frentes frias na costa do Sudeste, Vórtice Ciclônico de Altos Níveis no Nordeste (VCAN) e Alta da Bolívia (AB). A ZCAS pode se organizar sobre o Brasil mais de uma vez durante o verão e o período mínimo de persistência das áreas de instabilidade é de 4 dias.

 

 

ZCOU

 

Uma Zona de Convergência de Umidade pode ocorrer várias vezes durante o verão, gerando grandes áreas de nuvens carregadas e chuva persistente em várias regiões do Brasil. Porém, seu período de atuação não vai além de 4 dias. Além disso, a ZCOU pode se formar mesmo sem a presença do VCAN.

 

 

Situações comuns em dias de verão
 

1 – Chuva com potencial para alagamentos.

2 – Muitos raios e possibilidade de granizo.

3 – Sensação térmica elevada.

4 – Pouca amplitude térmica.

5 – Recomposição de reservatórios e aumento de nível de rios.

6 – Índice UV elevado.

 7 - Chegada de novas áreas de instabilidade (ondas de leste)

 

Fonte: https://goo.gl/mSQTxG

Please reload