INFORMATIVO

Por que um denso nevoeiro encobriu Campo Grande?

As imagens abaixo são da torre da TV Morena, retransmissora da TV Globo em Campo Grande, capital de Mato Grosso do Sul.  No meio da tarde desta terça-feira 2 de junho, enquanto caía uma chuva fina e a temperatura estava baixando, uma densa neblina se formou e encobriu a torre. A visibilidade no aeroporto local chegou apenas 200 metros, por volta das 16 horas local.

 

 

Foto de Edevaldo Nascimento, Campo Grande (MS)

 

Frente fria

A chegada de uma frente fria ao Mato Grosso do Sul determinou um dia chuvoso no centro-oeste e sul do estado nesta terça-feira, 2 de junho.

O excesso de umidade e a acentuada queda da temperatura provocada pela entrada do ar frio de origem polar da frente fria  formaram nuvens baixas de chuva e a densa neblina. 

No aeroporto de Campo Grande, a temperatura entre a madrugada e a tarde variou de 15°C a 19°C. A visibilidade baixou para apenas 200 metros.


 

Por que o denso nevoeiro se formou?

Uma das formas de formação do nevoeiro é quando aumentamos muito a umidade e baixamos a temperatura em um local. O nevoeiro que se formou sobre Campo Grande e Ponta Porã é típico da entrada de frente fria.

 

Foto de Edevaldo Nascimento, Campo Grande (MS)

 

Por causa do intenso resfriamento, a região de Ponta Porã, no sul de de Mato Grosso do Sul, também ficou encoberta pela neblina desde a manhã da segunda-feira. A visibilidade na tarde desta terça no aeroporto local era praticamente nula. A temperatura às 16 horas local era de apenas 11°C.

 

O nevoeiro, popularmente chamado de neblina é um dos fenômenos comuns do outono e do inverno, pois é está comumente associado à baixa temperatura. No entanto, o nevoeiro pode se formar também em ambientes quentes e úmidos.

O nevoeiro pode se formar em qualquer lugar e em qualquer época do ano, o que o torna um dos fenômenos meteorológicos mais difíceis de serem previstos.

 

Fonte

Please reload

Criatividade Coletiva - Inteligência de Marketing para Eventos