Cantareira: Julho deve encerrar com chuva abaixo da média


O Sistema Cantareira deve encerrar o mês de julho com chuva abaixo da média, apesar dos índices se manterem estáveis em 76,5% pelo segundo dia consecutivo nesta segunda-feira (25) contando com o volume morto, sem ele o valor fica em 47,2%.

De acordo com os dados da Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo), o manancial recebeu apenas 5,7mm de chuva ante a média de 49,8mm.


Como não há previsão de chuvas significativas até o fim do mês em grande parte do Sudeste, o reservatório deverá se manter estável ou até com pequenas quedas no percentual.


“Tivemos um bloqueio atmosférico até semana passada, o que impediu o avanço de frentes frias na região. Outro fator que tem influenciado na falta de chuvas nestas áreas é o resfriamento do Oceano Pacífico”, explica a meteorologista Thaize Baroni, da Somar Meteorologia.


Os demais mananciais que abastecem a Grande São Paulo também fecharão julho com volumes de chuva abaixo do esperado. Além disso, quase todos registraram uma baixa nesta segunda-feira em relação a domingo (24), conforme a Sabesp. Atualmente, o Alto Tietê opera com 44,8% da sua capacidade, Guarapiranga com 85,8%, Rio Grande 78,3% e Rio Claro com 87,8%. Apenas o Alto Cotia se mantém estável com 98,6%.


Fonte: http://www.tempoagora.com.br/dia-a-dia/cantareira-julho-deve-encerrar-com-chuva-abaixo-da-media/


2 visualizações

O projeto Tempo de Aprender em Clima de Ensinar foi criado pela equipe do Laboratório de Meteorologia da Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro (LAMET/UENF), com o intuito de discutir com alunos e professores de escolas públicas as diferenças entre os conceitos de “tempo” e “clima” através de avaliações e estudos das características da atmosfera.

Criatividade Coletiva