Com seca atípica, rio no interior do Acre fica abaixo de um metro


Corpo de Bombeiros prevê mais baixa nos próximos dois meses. Rio Iaco chegou a 88 centímetros na manhã deste domingo (31).


O Rio Iaco em Sena Madureira, interior do Acre, registrou, na manhã deste domingo (31), 88 centímetros. Segundo o Corpo de Bombeiros, este é um dos menores níveis já registrados no município.


A seca é resultado da estiagem severa e atípica que atinge o Acre. Mesmo com o nível abaixo de um metro, os Bombeiros informaram que o abastecimento de água ainda não está comprometido.


"Estamos fazendo as medições todos os dias, fazendo o acompanhamento e, no momento, ainda não foi tomada nenhuma medida de emergência. Por enquanto, o abastecimento de água não está comprometido devido ao uso de boias flutuantes. É uma das cotas mais baixas registradas", informa o tenente José Célio Lima, comandante dos Bombeiros na cidade.


Ele acredita que os próximos meses devem ser mais críticos, por serem de secas mais severas. "O período de estiagem é maior ainda em agosto e setembro. Então, o risco de baixar mais ainda é frequente. Aí sim pode comprometer o abastecimento de água", explica.


Seca do Rio Acre

Na capital acreana, o Rio Acre atingiu a menor marca da história e deve sofrer ainda mais com a estiagem que atinge o estado, conforme previsões do Corpo de Bombeiros. O órgão acredita que, até setembro, o nível das águas deva ficar abaixo de 1,25 metro. Na sexta-feira, o rio estava em 1,49 metro.


Fonte: http://g1.globo.com/ac/acre/noticia/2016/07/com-seca-atipica-rio-no-interior-do-acre-fica-abaixo-de-um-metro.html


2 visualizações

O projeto Tempo de Aprender em Clima de Ensinar foi criado pela equipe do Laboratório de Meteorologia da Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro (LAMET/UENF), com o intuito de discutir com alunos e professores de escolas públicas as diferenças entre os conceitos de “tempo” e “clima” através de avaliações e estudos das características da atmosfera.

Criatividade Coletiva