Brasil acima dos 40°C


por Josélia Pegorim


O calor mal começou e muita gente começou a semana reclamando da grande elevação da temperatura que ocorreu no fim de semana em todas as regiões do país. O horário de verão ajudou a aumentar o desconforto.


Na tarde do domingo, 16 de outubro, a temperatura bateu na marca dos 40°C em várias áreas do Nordeste, do Norte e do Centro-Oeste. Palmas, capital do Tocantins, teve a tarde mais quente do ano, com temperatura máxima de 40,8°C. Teresina, capital do Piauí, a máxima foi de 40,3°C e igualou o recorde de calor deste ano.


A tabela mostra as maiores temperaturas no país observadas em 16/10/16


O calor aumentou na tarde da segunda-feira, 17. Às 16 horas, o Instituto Nacional de Meteorologia registrava 41,1°C em Porto Murtinho, em Mato Grosso do Sul, a maior temperatura no Brasil neste horário. Em Gilbués, no Piauí, a temperatura chegou aos 40,4°C às 15 horas. Mas em muitas outras áreas do Nordeste, do Sudeste, do Norte, do Centro-Oeste e até em algumas áreas do Sul do Brasil, a temperatura a esta hora variava de 36°C a 39°C.


Por que esquentou?


A elevação da temperatura foi sentida especialmente nos estados do Sudeste e do Centro-Oeste. No Nordeste, o calor de 40°C vem sendo registrado há varias semanas em locais do Piauí e do Maranhão.


Durante o fim de semana, um grande sistema de alta pressão atmosférica ganhou força e se estabeleceu sobre o interior do Brasil deixando o ar mais seco. Isto reduziu a nebulosidade e chuva também sobre o Sudeste, sobre o Centro-Oeste e até em parte do Norte e do Sul do Brasil. Com menos nuvens e menos chuva houve um aumento do número de horas com sol forte. A falta de ventos frios de origem polar colaborou para a elevação da temperatura no Sul e no Sudeste.


Os mapas mostram a projeção da temperatura máxima no Brasil no período de 18 a 23 de outubro de 2016. A mancha rosa indica temperaturas de 38°C a 40°C. O calor diminui no próximo fim de semana.


Calor pode aumentar até o fim da semana


A chuva continua escassa até o fim da semana sobre a maioria das áreas do país. O sol forte por várias horas vai garantir um grande aquecimento do ar. Até a tarde da sexta-feira, temperaturas extremamente elevadas vão continuar sendo observadas em muitos estados de todas as Regiões. A marca dos 40°C será superada em vários dias em muitos locais do interior do Nordeste, Norte e do Centro-Oeste e se pode chegar a este valor em algumas áreas do Sudeste, como na cidade do Rio de Janeiro e no oeste do estado de São Paulo e no norte de Minas Gerais. A sensação térmica também poderá chegar ou superar os 40°C.


No Sul, as temperaturas começam a voltar ao padrão normal com o aumento da chuva e do ar polar que vão refrescar o ar. Uma frente fria avança sobre o Sul durante a quinta-feira, 20 e na sexta-feira, 21, chega ao litoral de São Paulo. Esta frente fria vai aumentar a nebulosidade e as condições para chuva no próximo fim de semana no Sudeste e no Centro-Oeste, o que vai reduzir o calor.


Fonte: http://www.climatempo.com.br/noticia/2016/10/17/brasil-acima-dos-40dc-1


17 visualizações

O projeto Tempo de Aprender em Clima de Ensinar foi criado pela equipe do Laboratório de Meteorologia da Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro (LAMET/UENF), com o intuito de discutir com alunos e professores de escolas públicas as diferenças entre os conceitos de “tempo” e “clima” através de avaliações e estudos das características da atmosfera.

Criatividade Coletiva