Quitandinha transborda em Petrópolis


por Josélia Pegorim

Nuvens carregadas voltaram a se formar sobre o estado do Rio de Janeiro, após uma manhã com sol forte. A tarde desta terça-feira começou com temporais na região serrana fluminense.


A chuva começou no início da tarde e se espalhou rápido sobre as cidades serranas. Por volta das


15 horas já chovia forte chuva em toda a região de Nova Friburgo e de Teresópolis.



A chuva intensa que caiu sobre Petrópolis fez com que o nível do rio Quitandinha subisse rapidamente e transbordasse pouco depois das 17h, na altura da rua Coronel Veiga.


De acordo com o INEA, às 17h30, os demais rios monitorados na região de Petrópolis e de Teresópolis estavam em atenção. Em Nova Friburgo, o rio Cônego, na região de Olaria, permanecia em alerta.


Segundo o CEMADEN, no período entre 14h40 e 17h40 choveu 49,5 mm na região da rua Araruama, 44 mm na região da rua Paraná, em Petrópolis, dois locais de controlo do rio Quitandinha. Em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, choveu 42,4 mm neste período de três horas.


O CEMADEN – Centro Nacional de Monitoramento e Desastres Naturais - registrou 33,9 mm na região do Caledônia entre 12h50 e 13h50, hora de Brasília. Na região de Teresópolis choveu cerca de 35 mm entre 13h30 e 14h30.


As áreas de instabilidade persistem sobre o estado do Rio de Janeiro por várias horas na noite desta terça-feira. A chuva deve atingir também a Baixada Fluminense e outras áreas do Grande Rio. Há risco temporais com raios e ventos forte. As pancadas podem ser fortes, com raios também em outras regiões do estado do Rio


Outra frente fria


Uma nova frente fria está prevista para chegar ao litoral sul do estado do Rio de Janeiroentre a noite de sexta-feira, 6, e a madrugada do sábado, 7 de janeiro. Esta frente fria vem com um pouco mais de força e vai fazer com que a primeira semana de 2017termine com alto risco de tempestades no Rio de Janeiro, incluindo o Grande Rio.



Fonte:

http://www.climatempo.com.br/noticia/2017/01/03/rj-tem-maior-risco-de-temporal-nesta-terca-5929
















Fonte: http://www.climatempo.com.br/noticia/2017/01/03/rj-tem-maior-risco-de-temporal-nesta-terca-5929


137 visualizações0 comentário

O projeto Tempo de Aprender em Clima de Ensinar foi criado pela equipe do Laboratório de Meteorologia da Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro (LAMET/UENF), com o intuito de discutir com alunos e professores de escolas públicas as diferenças entre os conceitos de “tempo” e “clima” através de avaliações e estudos das características da atmosfera.

Criatividade Coletiva