Alemães criam ‘maior sol artificial do mundo’ dentro de galpão


Raio de luz formado por 149 projetores de cinema consegue ser 10 mil vezes mais forte que raios solares sobre a Terra; e ajuda cientistas em região de tempo ruim.


Mesmo sem muita luz natural, a Alemanha tem uma das maiores capacidades de energia solar do mundo. Ainda assim, os 36 gigawatts produzidos pelo país em 2016 correspondem a apenas 6% de sua demanda energética - apesar de ser uma das maiores produtoras da Europa, a Alemanha está bem atrás da atual líder no setor, a China, com uma produção de 77,4GW.


É por isso que cientistas do Centro Aeroespacial Alemão, em Jülich, construíram uma instalação única dentro de um galpão – o “maior sol artificial do mundo”, segundo eles.


Composto por 149 projetores de luz de cinema, o "sol" emite um raio de luz que é 10 mil vezes mais forte que os raios solares sobre a Terra.


“Esta instalação nos dá luz artificial permanente, o que é muito útil. Especialmente aqui no oeste da Alemanha, onde o clima não é perfeito”, disse à BBC Kai Wieghardt, coordenador do projeto.

Através do dispositivo, chamado Synlight, os cientistas estudam novas maneiras de produzir hidrogênio combustível, é considerado uma fonte energética do futuro, já que não contribui para o aquecimento do planeta.


No Brasil, onde o sol é abundante, a capacidade de energia solar não chega a 1GW por ano - atualmente está em 83 megawatts, correspondendo a apenas 0,02% da geração elétrica do país.


Assista ao vídeo: https://goo.gl/GUbQkg


Fonte: https://goo.gl/X1TcsR


0 visualização

O projeto Tempo de Aprender em Clima de Ensinar foi criado pela equipe do Laboratório de Meteorologia da Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro (LAMET/UENF), com o intuito de discutir com alunos e professores de escolas públicas as diferenças entre os conceitos de “tempo” e “clima” através de avaliações e estudos das características da atmosfera.

Criatividade Coletiva