Baixa umidade relativa do ar pode prejudicar visão


Os dias secos são mais frequentes no outono e no inverno e podem ser prejudiciais para a saúde dos olhos, saiba como proteger sua visão


Por Redação Somar


O inverno 2017 começou em 21 de junho às 01h24 em todo Hemisfério Sul, este ano a estação não tem influência de fenômenos como El Niño ou La Niña, já que o oceano Pacífico Equatorial está em neutralidade climática.


Com a condição de neutralidade, este ano o inverno tem sido mais úmido que o normal no Centro-Sul, com chuvas acima da média assim como no outono. “Embora a média de chuva nos meses de inverno seja naturalmente menor em comparação ao período úmido, o total acumulado no fim da estação ainda deve ser maior que o esperado, principalmente na região Sul”, explica o meteorologista Celso Oliveira, da Somar Meteorologia.


Ainda assim, nesta época do ano é comum o tempo ficar mais seco e a umidade relativa do ar cair em muitas cidades, e de acordo com o INMET (Instituto Nacional de Meteorologia), os meses mais secos do ano ocorrem durante o outono e o inverno, nas cidades localizadas na região central do país.


Para Patricia Vieira, técnica em meteorologia da Somar, quando se tem muitos dias de tempo seco, o ar também tende a ficar mais poluído, e essa mistura pode representar riscos à saúde. “Nesta época, é comum pessoas apresentarem reações alérgicas oculares e síndrome do olho seco por conta da maior evaporação da lágrima e o ressecamento das mucosas”, conta o oftalmologista do Hospital Villa Lobos, Henock Altoé.


“A alergia ocular provoca inflamação das córneas e da conjuntiva, a membrana que reveste a parte branca dos olhos e a parte interna das pálpebras. Em casos mais graves, pode provocar lesões e úlceras e até a perda irreversível da visão”, explica Altoé.

De acordo com o especialista, algumas atividades podem aumentar a propensão a esses casos, como o uso de cremes e maquiagem, ambientes com ar condicionado, principalmente se não estiverem bem higienizados, além de atividades que passam muito tempo em frente ao computador ou no trânsito.


Cuide-se


Para evitar o ressecamento, o oftalmologista recomenda o uso de umidificadores de ar. Lavar o rosto também é uma prática que pode ajudar a manter os olhos hidratados.


A higienização ocular e das mãos é essencial, mas ainda assim, é importante evitar o contato dos dedos com os olhos, já que este ato pode causar lesões ou micro lesões na superfície ocular, facilitando a penetração de micro-organismos.


Secou?


O uso de colírio é liberado, mas atenção com os colírios voltados para medicação. “Alguns compostos vendidos nas farmácias são específicos para doenças oculares, como antibióticos e devem ser utilizados apenas sob prescrição médica, pois o uso indiscriminado pode acarretar em doenças como glaucoma e catarata”, avisa Altoé.


E claro, se os sintomas persistirem, procure um oftalmologista, para auxiliá-lo no diagnóstico e tratamentos corretos.


Fonte: https://goo.gl/H9aDxu



24 visualizações

O projeto Tempo de Aprender em Clima de Ensinar foi criado pela equipe do Laboratório de Meteorologia da Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro (LAMET/UENF), com o intuito de discutir com alunos e professores de escolas públicas as diferenças entre os conceitos de “tempo” e “clima” através de avaliações e estudos das características da atmosfera.

Criatividade Coletiva