A empreendedora de 10 anos que criou um negócio para ajudar a resolver o problema do lixo em seu paí


Paquistão produz 20 milhões de toneladas de lixo por ano e não possui um controle oficial para lidar com objetos sólidos; preocupada, a menina Zymal Umer resolveu fazer algo a respeito.


No Paquistão, são produzidas 20 milhões de toneladas de lixo anualmente - e o número está crescendo 2,4% a cada ano.


Nunca houve um controle oficial para lidar com objetos sólidos no país, apenas metade do lixo é coletado pelo governo e há uma problemática ausência de lugares apropriados para aterros.



Zymal Umer, de 10 anos, resolveu fazer algo a respeito. “Se as pessoas pensassem apenas por um momento antes de jogar fora seu lixo, talvez elas não o fizessem de uma maneira que prejudica o meio ambiente”, diz.



A menina transforma jornais velhos em bolsas de presente enfeitadas – as chamadas Zeebags - que são vendidas a amigos e familiares. A maior parte do lucro é distribuído para organizações locais de caridade. Assista ao vídeo.


"Eu aprendi a fazer as bolsas vendo vídeos no YouTube”, conta. Em apenas três anos, ela passou de algumas poucas peças vendidas até centenas, vendendo o equivalente a R$ 16 mil.


“É difícil equilibrar a escola com as Zeebags, então eu as produzo no final de semana ou durante as férias com os meus primos”, diz. “Meu pai e meu avô pagam pelo material bruto. Se não fosse sua ajuda, seria muito difícil manter meu projeto em andamento.”


Seu empreendimento atraiu a atenção de canais televisivos e jornais, que a chamaram de “a mais jovem empreendedora do Paquistão”.


As Zeebags de Zymal também ganharam vários prêmios no Paquistão, na Arábia Saudita e nos Estados Unidos.


“Eu fiquei muito feliz em ter um reconhecimento internacional pelo meu trabalho e orgulhosa por passar uma imagem positiva do meu país e dos meus pais”.


Este vídeo faz parte da série "Inovadores: Transformando Vidas", que trata de soluções criadas para lidar com os principais desafios atuais do sul da Ásia, um projeto financiado pela Fundação Bill e Melinda Gates.


Fonte: https://goo.gl/AhRRbJ


18 visualizações

O projeto Tempo de Aprender em Clima de Ensinar foi criado pela equipe do Laboratório de Meteorologia da Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro (LAMET/UENF), com o intuito de discutir com alunos e professores de escolas públicas as diferenças entre os conceitos de “tempo” e “clima” através de avaliações e estudos das características da atmosfera.

Criatividade Coletiva