Chuva forte ainda provoca estragos em Minas Gerais


por Maria Clara Machado


A chuva voltou a cair forte sobre a Grande Belo Horizonte e outras localidades de Minas Gerais e novas ocorrências foram registradas nas últimas 24 horas. As áreas de instabilidade persistem sobre o estado nesta terça-feira (6) e há previsão de mais pancadas de chuva, embora não tão generalizada e volumosa como nos últimos dias.


Grande BH


Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), choveu 46 mm na estação da Pampulha, em Belo Horizonte, entre às 9 horas de segunda-feira e às 9 horas desta terça-feira. Uma árvore de grande porte caiu e interditou uma rua no bairro Grajaú, na zona oeste da capital, mas ninguém ficou ferido. Em Contagem um muro desabou. Ibirité, também na região metropolitana, acumulou um grande volume de chuva, 63,4 mm no mesmo período.


O total de chuva acumulada desde o início do mês em Belo Horizonte está em 151,4 mm, o correspondente a 73% da média histórica de fevereiro que é de 206 mm, pelo INMET.


A Grande Belo Horizonte amanheceu com o tempo chuvoso e a terça-feira vai seguir úmida com previsão de mais chuva até de moderada intensidade. Com o excesso de umidade, muita névoa se forma sobre a região dos aeroportos, o que pode gerar alguns atrasos no decorrer do dia por conta da visibilidade parcialmente prejudicada.


Chuva volumosa


A chuva ainda foi bastante volumosa também em municípios como João Monlevade, com acumulado de 112 mm, entre às 10 horas de segunda-feira e às 10 horas desta terça-feira, pelos dados do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (CEMADEN). No mesmo período, o volume de chuva atingiu 96 mm em Itabira e95 mm em Rio Casca.


Situação em Ataléia


No município de Ataléia, no Vale do Rio Doce, a chuva forte e volumosa dos últimos dias fez o Rio Norte transbordar. A água subiu muito e invadiu casas, e as informações são de pelo menos 152 pessoas desabrigadas, de acordo com a Defesa Civil.


Fonte: https://goo.gl/8xruzZ



11 visualizações0 comentário

O projeto Tempo de Aprender em Clima de Ensinar foi criado pela equipe do Laboratório de Meteorologia da Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro (LAMET/UENF), com o intuito de discutir com alunos e professores de escolas públicas as diferenças entre os conceitos de “tempo” e “clima” através de avaliações e estudos das características da atmosfera.

Criatividade Coletiva