Pós-doutorado em mudanças climáticas e ciências ambientais com bolsa da FAPESP


Agência FAPESP – Duas bolsas FAPESP de pós-doutorado, em Mudanças Climáticas e em Ciências Ambientais, estão disponíveis para o Projeto Temático “Variação interanual do balanço de gases de efeito estufa na Bacia Amazônica e seus controles em um mundo sob aquecimento e mudanças climáticas – Carbam: estudo de longo termo do balanço do carbono da Amazônia”. O prazo de inscrições termina em 31 de maio de 2018.


O Temático é conduzido no Laboratório de Gases de Efeito Estufa (LaGEE) do Centro de Ciência do Sistema Terrestre do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (CCST/Inpe), em São José dos Campos (SP).


O selecionado para a bolsa em Mudanças Climáticas integrará projeto que investiga as consequências e os efeitos da variação climática no balanço dos gases de efeito estufa (GEE) da Bacia Amazônica, causando alterações nos processos de absorção de gás carbônico e emissão de metano pela floresta, bem como os efeitos do aumento da pressão humana direta.


A investigação é feita por meio da medição regular de perfis verticais de concentrações de gases de efeito estufa na atmosfera sobre a bacia, em quatro localidades estrategicamente distribuídas para representar a Bacia Amazônica.


Os candidatos devem ter título de doutor e conhecimento na área de Química da Atmosfera, especificamente em GEE, Amazônia e funcionalidade da floresta, além de experiência prévia em aplicação de modelos matemáticos como ferramenta de interpretação das medidas de GEE.


O bolsista deverá calcular os fluxos de carbono nas quatro localidades estudadas no Projeto Temático e fazer seu balanço anual, utilizando o método de Balanço de Massa – Integração de Coluna. Deverá, ainda, realizar estudo das variáveis climáticas na Amazônia e sua correlação com balanços anuais; determinar as emissões por queima de biomassa; utilizar outras ferramentas de interpretação da funcionalidade da Floresta Amazônica como modelos de inversão; escrever artigos científicos com os resultados encontrados e coorientar bolsistas de iniciação científica, mestrado e doutorado.


Os candidatos à vaga devem enviar e-mail com o título “Pos-Doc CO2 FAPESP LaGEE” para Luciana Vanni Gatti (luciana.gatti@inpe.br), coordenadora do projeto, anexando curriculum vitae; carta descrevendo formação profissional e experiência com medidas de gases de efeito estufa, Amazônia e modelamento que possa ser aplicado em estudo do balanço de carbono; descrição da motivação em participar no projeto; e oferecer três nomes como referência profissional que poderão ser contatados pela comissão julgadora.


Mais informações sobre a oportunidade: www.fapesp.br/oportunidades/2106.


O selecionado para a bolsa de pós-doutorado em Ciências Ambientais participará de projeto que investiga as consequências e os efeitos das mudanças climáticas no balanço de carbono da Bacia Amazônica.


A pesquisa tem como objetivo combinar estimativas de emissões e absorção de carbono com base em um banco de dados de alta precisão de cinco anos de perfis verticais de gases de efeito estufa, com um modelo global de vegetação dinâmica para expandir a compreensão científica dos processos que controlam as trocas de carbono e resposta da floresta a mudanças ambientais regionais e globais, nesta região ecológica estratégica.


O projeto faz parte de um programa para determinar o balanço de gases de efeito estufa, iniciado em 2010 e que até 2020 completará uma década de dados capazes de fornecer informações exclusivas para entender melhor o papel da Amazônia no balanço global de carbono e como a Amazônia está mudando com variações climáticas e mudança no uso da terra.


Os candidatos devem ter concluído o doutorado nos últimos sete anos, no Brasil ou no exterior, e demonstrar capacidade de publicar artigos científicos. Experiência no uso de modelos de vegetação dinâmica /modelos de superfície terrestre, programação em Fortran 90 e análise e visualização de dados científicos em pacotes como NCL ou GrADS são atributos desejáveis.


Os interessados devem enviar e-mail com o título "Posdoc FAPESP CCST /INPE" para Celso von Randow (celso.vonrandow@inpe.br), anexando em formato PDF os seguintes documentos: carta de apresentação descrevendo qualificações e interesses científicos; currículo vitae curto; indicação de dois nomes para referências pessoais; e, se possível, link para uma página pessoal em sites como o Research Gate, Google Scholar ou Academia.edu.


Mais informações sobre a oportunidade: www.fapesp.br/oportunidades/2109.


As duas vagas estão abertas a brasileiros e estrangeiros. Os selecionados receberão bolsa de pós-doutorado da FAPESP no valor de R$ 7.174,80 mensais, além de adicionais 15% de Reserva Técnica. Na concessão inicial, o período de vigência das bolsas poderá ser de até 24 meses. Poderá haver renovação por mais dois períodos de até 12 meses cada um, totalizando, no máximo, 48 meses de duração.


Caso o bolsista de PD resida em domicílio diferente e precise se mudar para a cidade onde se localiza a instituição-sede da pesquisa, poderá ter direito a um Auxílio-Instalação. Mais informações sobre a Bolsa de Pós-Doutorado da FAPESP estão disponíveis em www.fapesp.br/bolsas/pd.


Outras vagas de bolsas, em diversas áreas do conhecimento, estão no site FAPESP-Oportunidades, em www.fapesp.br/oportunidades.


Fonte: https://goo.gl/2nhXFW


63 visualizações

O projeto Tempo de Aprender em Clima de Ensinar foi criado pela equipe do Laboratório de Meteorologia da Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro (LAMET/UENF), com o intuito de discutir com alunos e professores de escolas públicas as diferenças entre os conceitos de “tempo” e “clima” através de avaliações e estudos das características da atmosfera.

Criatividade Coletiva