Calor chega a quase 40°C no Sul do BR e volta a chover


por Josélia Pegorim


O Rio Grande do Sul era a região mais quente e uma das mais secas do Brasil no meio da tarde da terça-feira, 11 de dezembro. Por volta das 15 horas, o aeroporto de Santa Maria registrava 39°C e 26% de umidade no ar. Na base aérea de Canoas, a temperatura era de 38°C e a umidade relativa de 23%. A região de Campo Bom, na Grande Porto Alegre, registrou até 39,3°C às 15 horas, pela medição do Instituto Nacional de Meteorologia e muito provavelmente foi a maior temperatura no Brasil no dia 11 de dezembro.


Todo o Sul do Brasil esquentou muito e teve altas temperaturas. No Rio Grande do Sul, a maior foi 39,3°C, em Campo Bom. Em Florianópolis, a maior temperatura no estado foi de 37,4°C em Urussanga. No Paraná, a temperatura mais elevada no estado foi de 36,7°C, em Foz do Iguaçu. As medições foram do INMET.



Recorde de calor em capitais

As capitais Porto Alegre (RS), e Curitiba (PR) bateram recorde de calor para 2018. A tarde e 11 de dezembro foi a mais quente do ano.


Em Porto Alegre, a temperatura chegou aos 37,9°C. O recorde anterior era de 36,5°C no dia 9 de fevereiro.

Em Curitiba, o recorde de calor foi batido com a temperatura de 32,5°C. O recorde anterior era de 31,9°C, em 18 de março.



Calor e pancadas de chuva

O calor vai continuar intenso no Sul do Brasil nesta quarta-feira, mas as maiores temperaturas na Região devem ser observadas em Santa Catarina e no Paraná. No Rio Grande do Sul, esta quarta-feira será bastante abafada, mas a temperatura tem uma ligeira queda por causa do aumento da nebulosidade e da chuva.


A partir da quarta-feira, 12 de dezembro, com o calor a chegada de uma nova frente fria ao Rio Grande do Sul, nuvens carregadas vão crescer sobre os três estados do Sul do Brasil. Há risco de chuva intensa e volumosa sobre o Rio Grande do Sul, com rajadas de vento que podem chegar aos 90 km/h. Nos outros estados, as pancadas de chuva serão em poucas áreas. Não deve chover no oeste e norte do Paraná.


Esta frente fria se afasta rapidamente para alto mar e não terá força para fechar o tempo e nem para esfriar a Região Sul. A semana segue quente e abafada.


Fonte: https://goo.gl/Vy8W5K


24 visualizações

O projeto Tempo de Aprender em Clima de Ensinar foi criado pela equipe do Laboratório de Meteorologia da Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro (LAMET/UENF), com o intuito de discutir com alunos e professores de escolas públicas as diferenças entre os conceitos de “tempo” e “clima” através de avaliações e estudos das características da atmosfera.

Criatividade Coletiva