DF completa 70 dias sem chuva; Inmet registra mínima de 10ºC

Segundo Instituto Nacional de Meteorologia, oscilação na temperatura deve se manter até início de setembro. Seca aumenta incêndios no Cerrado.


Por G1 DF


O Distrito Federal completou, nesta segunda-feira (3), 70 dias sem chuva. O último registro de precipitação na capital foi no dia 25 de maio, segundo dados do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet).



Inmet registrou 70 dias sem chuva no Distrito Federal — Foto: Defesa Civil / Divulgação


A seca agrava as queimadas no Cerrado. Na última sexta-feira (31), o Instituto de Pesquisas Espaciais (Inpe) divulgou estudo onde mostra que o bioma teve 5.663 focos de queimadas em julho, o que representa um aumento de quase 6% em relação ao mesmo período de 2019.


De acordo com a meteorologista do Inmet, Andrea Ramos, nesta segunda a umidade relativa do ar caiu a 30% e o DF registrou temperatura mínima de 10ºC. "O frio deve continuar, assim como a umidade do ar baixa, característicos do inverno na região", aponta.


A umidade em 30% significa "perigo potencial". Por esse motivo, o Inmet emitiu alerta amarelo para a capital, entre 12h e 18h. O instituto faz as seguintes recomendações:

  • Beber bastante água

  • Evitar desgaste físico nas horas mais secas

  • Evitar exposição ao sol nas horas mais quentes do dia

Queimadas


Devido à baixa umidade no DF, na última quinta-feira (30), um incêndio atingiu a Floresta Nacional de Brasília (Flona). Segundo os bombeiros, uma área equivalente a oito campos de futebol foi destruída. A suspeita é de que o fogo começou a partir de uma fogueira acesa por adolescentes.


De acordo com o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), que administra o local, o fogo começou por volta das 18h30 e brigadistas identificaram os jovens.


Segundo o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), as queimadas no Cerrado, neste ano, tiveram um aumento de 5,92% em relação a julho de 2019. Veja abaixo incêndios por bioma:


Queimadas por bioma no Brasil

  1. Amazônia: 6.804

  2. Cerrado: 5663

  3. Pantanal: 1.684

  4. Mata Atlântica: 1.323

  5. Caatinga: 265

  6. Pampa: 67


13 visualizações

O projeto Tempo de Aprender em Clima de Ensinar foi criado pela equipe do Laboratório de Meteorologia da Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro (LAMET/UENF), com o intuito de discutir com alunos e professores de escolas públicas as diferenças entre os conceitos de “tempo” e “clima” através de avaliações e estudos das características da atmosfera.

Criatividade Coletiva