'Olho do Dragão' se forma em lago japonês

Fenômeno natural forma atração que dura apenas algumas semanas entre o final de maio e o começo de junho.


Por G1


Foto tirada por um drone mostra o 'Dragon Eye' formado no lago Kagami-Numa, no norte do Japão, em junho de 2020 — Foto: Ryohei Moriya/The Yomiuri Shimbun via AFP


O lago Kagami-Numa (pântano espelhado, em tradução livre), fica no topo do monte Hachimantai, entre as cidades de Iwate e Akita, no norte do Japão.


Durante a maior parte do ano, o ele tem um visual comum, mas com a chegada da primavera os raios do sol começam a derreter parte da neve acumulada durante o inverno criando um desenho único. No fenômeno natural, a neve derrete mais rapidamente no meio e ao redor do pântano, criando o distinto visual chamado de 'Dragon Eye' (Olho do Dragão).


O termo foi cunhado em 2016 por um turista de Taiwan que visitou o local e postou uma foto nas redes sociais.


Pessoas do mundo inteiro visitam o local, mas é preciso sorte para presenciar o fenômeno. Ele dura apenas algumas semanas entre o final de maio e o começo de junho e, em alguns anos, o 'olho' não se forma corretamente ou a neve se quebra assim que o anel é criado.



Foto tirada por um drone mostra o 'Dragon Eye' formado no lago Kagami-Numa, no norte do Japão, em junho de 2020 — Foto: Ryohei Moriya/The Yomiuri Shimbun via AFP


12 visualizações

O projeto Tempo de Aprender em Clima de Ensinar foi criado pela equipe do Laboratório de Meteorologia da Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro (LAMET/UENF), com o intuito de discutir com alunos e professores de escolas públicas as diferenças entre os conceitos de “tempo” e “clima” através de avaliações e estudos das características da atmosfera.

Criatividade Coletiva