Termina a temporada recorde de furacões no Atlântico

A ativa temporada deste ano terminou oficialmente em 30 de novembro com um recorde de 30 tempestades tropicais, incluindo 13 furacões e 6 grandes furacões. Este é o maior número de tempestades já registradas, ultrapassando o ano de 2005, com 28.


Organização Meteorológica Mundial divulga lista dos furacões do ano de 2020. Foto: OMM


2020 marcou o quinto ano consecutivo com uma temporada de furacões no Atlântico acima do normal, de acordo com a Administração Oceânica e Atmosférica dos EUA.


A temporada de 2020 entrou em um ritmo rápido e precoce com um recorde de nove tempestades nomeadas de maio a julho, e esgotou a lista giratória de 21 nomes da OMM no Atlântico com a tempestade tropical Wilfred em 18 de setembro.


Pela segunda vez na história, o alfabeto grego foi usado pelo resto da temporada, estendendo-se até o nono nome da lista, Iota.




“Como previmos corretamente, um conjunto de condições atmosféricas e oceânicas ligadas à oscilação na sua fase quente esteve novamente presente este ano. Estes incluíram temperaturas da superfície do Atlântico mais altas do que a média e uma monção mais forte do Oeste africano, junto com cisalhamento vertical do vento muito mais fraco e padrões de vento vindos da África que eram mais favoráveis ​​para o desenvolvimento de tempestades. Essas condições, combinadas com o La Niña, ajudaram a tornar possível essa temporada de furacões recorde e extremamente ativa ”, disse Gerry Bell, Ph.D, responsável pela previsão de furacões sazonais do Centro de Previsão do Clima da NOAA.


Texto adaptado. Você pode ler o original aqui.

28 visualizações0 comentário