Criatividade Coletiva - Inteligência de Marketing para Eventos

INFORMATIVO

Sem ação, temperaturas podem subir de 3 a 5 graus Celsius neste século, diz representante da ONU

27/11/2019

Aumento na temperatura pode acontecer se não forem tomadas medidas para impedir emissões de gases de efeito estufa, de acordo com o secretário-geral da Organização Meteorológica Mundial (OMM).

 

 

 

O chefe da Organização Meteorológica Mundial (OMM), agência ligada à ONU, afirmou nesta terça-feira (26) que as temperaturas globais podem, ainda neste século, subir de 3 a 5 graus Celsius acima dos níveis pré-industriais. Isso ocorrerá se nada for feito para impedir o aumento das emissões de gases causadores do efeito estufa.

 

"Se não fizermos nada, o aumento será de 3 a 5 graus Celsius até o final deste século", declarou o secretário-geral da OMM, Petteri Taalas.

 

A declaração foi dada num encontro com jornalistas em Genebra, na Suíça, onde outra agência das Nações Unidas apresentou um estudo mostrando que as emissões globais subiram para um nível recorde em 2018.

 

Na segunda (25), a OMM informou que a concentração dos principais gases do efeito estufa na atmosfera alcançou um recorde em 2018. O dióxido de carbono (CO2), que está associado às atividades humanas e é o principal gás causador do efeito estufa que permanece na atmosfera, bateu um novo recorde de concentração em 2018, de 407,8 partes por milhão (ppm). Ou seja, nível 147% maior que o pré-industrial de 1750.

 

Acordos atuais insuficientes

 

Para o Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (Pnuma), os acordos que vigoram atualmente para promover a redução das emissões não são suficientes para evitar as mudanças climáticas causadas pela ação humana.

O relatório produzido pelo Pnuma afirma que a emissão de gases do efeito estufa precisa diminuir mais de 7% ao ano no período entre 2020 e 2030 para que o aumento na temperatura média global seja de apenas 1,5°C, em relação aos níveis pré-industriais.

Caso as emissões não sejam reduzidas nesse ritmo, o mundo caminha para um aumento de temperatura de 3,2°C.

 

De acordo com o estudo, mesmo que todos as metas do Acordo de Paris sejam implementadas, as temperaturas deverão subir 3,2°C, "trazendo impactos climáticos ainda maiores e mais destrutivos".

Para alcançar a meta de 1,5°C, as metas precisam ser cinco vezes mais ambiciosas na próxima década.

O Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC, na sigla em inglês) também ressalta que, se a temperatura ultrapassar 1,5°C, eventos climáticos como ondas de calor e tempestades aumentarão em frequência e intensidade.


Fonte

Please reload