A meteorologia a serviço da prevenção de danos à saúde do homem


Para professor, os meteorologistas procuram hoje um maior diálogo com a comunidade da saúde



Em sua coluna semanal para a Rádio USP, o professor Paulo Saldiva chama a atenção para o fato de que o alvo da preocupação dos meteorologistas se alterou com o tempo. O conceito de biometeorologia sempre esteve ligado, por exemplo, aos efeitos do clima sobre a produção agrícola ou agropecuária. De uns tempos pra cá, no entanto, percebe-se que os meteorologistas estão mais focados em abordar a relação das variações de temperatura e a intensidade com que ocorrem com os efeitos sobre a saúde do ser humano. “Há situações dependentes do clima urbano que fazem com que o risco de anteciparmos o fim de nossas vidas aumente significativamente”, afirma Saldiva.


Ouça aqui: https://goo.gl/TeJzOe


17 visualizações0 comentário