Metas do Acordo de Paris representam um terço do que é necessário para combater mudanças climáticas,

Oitava edição de relatório da organização internacional diz que os governos e envolvidos “precisam aumentar urgentemente sua ambição” para garantir a preservação do planeta. Mesmo se os 195 países que assinaram o Acordo de Paris cumprirem 100% dos seus compromissos, será feito apenas um terço do que é necessário para combater as mudanças climáticas. É o que diz a 8ª edição do relatório sobre as emissões da ONU Meio Ambiente, divulgado nesta terça-feira (31). O Acordo de Paris, assinado em dezembro de 2015, criou metas para que os países consigam manter o aquecimento global abaixo de 2ºC, buscando limitá-lo a 1,5ºC. Os países ricos devem garantir um financiamento de US$ 100 bilhões por ano, e

Estudo mostra que 250 empresas emitem um terço do CO2 do mundo

Levantamento da Thomson Reuters Financial & Risk mostra ainda que apenas 30% delas têm metas de redução de emissão. 'Não há indícios de que políticas de redução afetem lucros', diz pesquisador. As 250 maiores empresas do mundo com ações em bolsa são responsáveis por um terço das emissões de gases de efeito estufa produzidos pelo homem, mas poucas têm metas ambiciosas de corte para limitar a elevação das temperaturas, mostrou levantamento da Thomson Reuters Financial & Risk, publicado nesta terça-feira (31). Coal India, Gazprom e Exxon Mobil lideram a lista. O estudo mediu o dióxido de carbono (CO2) emitido por companhias e consumidores que usam seus produtos. O relatório foi divulgado em mei

Cubatão cai no ranking dos maiores emissores de gás carbônico do Estado

Cidade era responsável por 3,8% das emissões em todo o Estado e, agora, contribui com 1,1%. A cidade de Cubatão (SP) caiu do 3º para 12º lugar entre as cidades do Estado de São Paulo que mais emitem gás carbônico (CO2). Em 2015, a cidade era responsável por 3,8% das emissões em todo o Estado e, agora, contribui com 1,1%. Os dados são do Anuário de Energéticos por Município da Companhia Energética do Estado de São Paulo (CETESB), divulgado no fim de semana e referente a 2016. Cubatão foi considerado o grande destaque paulista este ano em redução de emissão de CO2. Os destaques negativos foram Campinas, Paulínia e Piracicaba, que subiram uma posição cada com relação ao ano passado. As 15 prime

Cidade do Piauí é alagada com quase 160 mm de chuva em 12 h

por Josélia Pegorim O mês de outubro de 2017 terminou com um verdadeiro dilúvio sobre a cidade de Floriano, no Piauí. Em menos de 12 horas choveu quase o dobro da média de chuva normal para todo o mês de outubro. O Instituto Nacional de Meteorologia registrou 152,8 mm acumulados entre 22 horas de 30 de outubro e 9 horas o dia 31 de outubro, no horário local. Esta medição foi feita pelo modo automático e representa quase o dobro da média de chuva para outubro que é de 98 mm. O mais impressionante é que quase toda a chuva caiu em 2 horas. Entre 2 e 3 horas da madrugada (hora local) choveu 47,2 mm e entre 6 e 7 horas choveu 46,8 mm. Na medição da estação meteorológica convencional o acumulado s

Brasil zera desmatamento com 10 Baruscos por ano, revela estudo

Investimento anual total por 15 anos é de R$ 3,1 bilhões, afirma Instituto Escolhas; perdas sociais e impacto na economia do país poderiam ser compensados com instrumentos já existentes DO OC – O custo de interromper a derrubada de florestas e o avanço da fronteira agrícola no Brasil é de R$ 46,5 bilhões em 15 anos, revela o estudo Qual o impacto do desmatamento zero no Brasil?, do Instituto Escolhas, em parceria com pesquisadores do Instituto de Manejo e Certificação Florestal e Agrícola (Imaflora) e a Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz da Universidade de São Paulo (Esalq-USP), divulgado nesta segunda-feira (30). O fim do desmatamento custaria, no máximo, 0,62% do PIB, o equival

Área de unidades de conservação atingida por queimadas já é maior que a do mesmo período do ano pass

Entre janeiro e outubro deste ano, mais de 1 milhão de hectares já foram queimados em unidades de conservação federais, o que equivale a sete vezes a área da cidade de São Paulo. O número supera o do mesmo período de 2016, em parte devido à destruição na Chapada dos Veadeiros. A área de unidades de conservação federais atingida por incêndios no país já supera a do mesmo período do ano passado, segundo dados do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), órgão responsável pelas unidades. Entre janeiro e outubro deste ano, 1.092.177,03 hectares já foram destruídos por queimadas – o que equivale a sete vezes a área da cidade de São Paulo. No mesmo período do ano passado, f

Como será novembro?

Chuvas se espalham por todo o Brasil neste mês, com maiores volumes na segunda quinzena Os acumulados podem ultrapassar a média histórica no Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná. Nos primeiros quinze dias de novembro, os volumes ficam abaixo do esperado no centro e oeste do Rio Grande do Sul, além das áreas de fronteira com o Uruguai. “Ao longo de novembro, o Sul terá diminuição das chuvas, embora não sejam estiagens fortes”, comenta o meteorologista Celso Oliveira. As simulações meteorológicas apontam para temperaturas próximas da média, com ondas de frio na primeira quinzena e aumento do calor na segunda. Com a diminuição da precipitação na região Sul, as instabilidades aumentam no N

Estado de São Paulo terá maior incidência de raios nos próximos 30 anos

Maria Fernanda Ziegler | Agência FAPESP – É bom se preparar, pois a tendência é que, nos próximos anos, o Estado de São Paulo enfrente maior incidência de relâmpagos e trovoadas. Foi o que constataram pesquisadores do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) em projeção que identificou uma mudança no padrão climático que influencia a incidência de raios no estado mais populoso do país. O artigo, publicado na revista American Journal of Climate Change, apresenta uma metodologia para a projeção de raios no Estado de São Paulo até 2048, com base em dois cenários de mudança climática – um mais otimista e outro mais pessimista – estipulados pelo Painel Intergovernamental sobre Mudanças

Chuva de granizo cobre ruas de branco em Franca, SP

Temporal atingiu a cidade na tarde desta terça-feira (24) e durou cerca de 20 minutos. Moradores de Altinópolis, SP, também registraram granizo. A chuva de granizo que atingiu Franca (SP) na tarde desta terça-feira (24) cobriu de branco as ruas de diferentes bairros. O temporal começou por volta das 17h e durou cerca de 20 minutos. Tempo suficiente para dar um clima de inverno rigoroso à cidade no interior de São Paulo. De acordo com a Somar Meteorologia, correntes de umidade e de calor geraram nuvens carregadas, o que provocou o granizo. O cenário com cara de neve surpreendeu os moradores, que aproveitaram para registrar o fenômeno. A Avenida Adhemar de Barros, que corta a cidade, ficou com

Novo estudo da NASA será usado para avaliar habitabilidade de exoplanetas

A NASA criou um novo processo para ser aplicado ao se avaliar as condições de habitabilidade de um exoplaneta. Nas palavras de Yuka Fujii, do Goddard Institute for Space Studies (GISS), "usando um modelo que simula com mais realismo as condições atmosféricas, nós descobrimos um novo processo que controla a habitabilidade de exoplanetas e nos guiará na identificação para estudos futuros". O estudo, que foi publicado no periódico científico The Astrophysical Journal na semana passada, usou um modelo que calcula condições em três dimensões, permitindo que a equipe simule a circulação da atmosfera e suas características de maneira que, até então, não era possível nos modelos anteriores, que simu

Poluição do ar acidifica oceanos e ameaça vida marinha, diz estudo

Conduzida por 250 cientistas durante oito anos, pesquisa aponta que criaturas marinhas em estágio inicial de desenvolvimento devem ser as mais prejudicadas. Toda a vida marinha será afetada por causa das emissões de gás carbônico, que vêm elevando a acidez dos oceanos no mundo, revela um novo estudo. A pesquisa, que durou oito anos, foi conduzida por mais de 250 cientistas. Os resultados apontam que criaturas marinhas em estágio inicial de desenvolvimento devem ser as mais prejudicadas pelas mudanças. Um exemplo é o bacalhau. Segundo os cientistas, com a acidificação dos oceanos, 25% dos filhotes chegariam à fase adulta - no pior cenário, apenas 12% sobreviveriam. As constatações foram feita

Expansão da cana-de-açúcar no Brasil pode reduzir emissão global de CO2, diz estudo

Em estudo publicado na 'Nature Climate Change', pesquisadores da Universidade de São Paulo e da Universidade de Illinois afirmam que medida pode ajudar a atingir meta de diminuição do aquecimento global. A expansão da produção de cana-de-açúcar no Brasil para a conversão em etanol poderia reduzir as emissões globais de dióxido de carbono em até 5,6% , diz estudo publicado na “Nature Climate Change” nesta segunda-feira (23). A análise foi coordenada por Stephen P. Long, da Universidade de Illinois (EUA) e incluiu cientistas da USP (Universidade de São Paulo). "A produção de etanol à base de cana no Brasil hoje é muito mais eficiente que o etanol de milho, e gera apenas 14% das emissões de dió

O que provocou os temporais em Cuiabá?

por Josélia Pegorim Violentos temporais já ocorreram em diversos locais de Mato Grosso desde o começo da primavera outubro. Alguns assustaram pela chuva muito intensa, outros pelo granizo e em alguns locais a ventania e a tempestade de areia causaram estragos. No fim de semana de 21 e 22 de outubro, a ventania e a chuva forte arrancaram árvores na região de Cuiabá. No sábado, 21 de outubro, o aeroporto internacional em Várzea Grande, na região metropolitana de Cuiabá, registrou duas rajadas com 83 km/h e 81 km/h entre 14 e 15 horas (hora de Mato Grosso). Pouco tempo depois, entre 15 e 16 horas (hora de Mato Grosso), Rondonópolis, teve rajada de 89 km/h, pela medição do Instituto Nacional de

Cresce a possibilidade de La Niña se configurar até o verão

Centros meteorológicos internacionais apontam até 65% de chance de o fenômeno se configurar nos próximos meses Por Monique Gentil Em boletim divulgado na última semana, a NOAA (Agência Americana de Meteorologia e Oceanografia) manteve a chance entre 55% e 65% de desenvolvimento de um La Niña de fraca intensidade entre o fim de 2017 e os primeiros meses de 2018. Desde o fim do fenômeno no início do ano, o Oceano Pacífico Equatorial passou a registrar temperaturas acima da média no primeiro semestre de 2017 e os centros internacionais de meteorologia chegaram a apontar a possibilidade de um El Niño para o segundo semestre, mas com um aquecimento insuficiente para caracterizar o fenômeno, a exp

Incidência de raios é maior durante a primavera

Novo método de detecção de raios do INPE revelou que o Tocantins é o Estado com maior risco de descargas elétricas Por Wagner Nascimento A primavera e o verão são épocas em que os temporais se intensificam no país. Como consequência, também a incidência de raios aumenta e os cuidados devem ser maiores. Segundo o ELAT (Grupo de Eletricidade Atmosférica), 43% das mortes por raio aconteceram durante o verão e 33% na primavera, conforme análise dos dados registrados entre 2000 e 2014. Neste período, houve um total de 1792 mortes no Brasil. Em novo levantamento, o grupo de pesquisas do INPE (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais) identificou que o Tocantins é o Estado mais atingido por descar

Crise hídrica: DF completa 10 meses de racionamento

por Maria Clara Machado O Distrito Federal completa dez meses consecutivos de racionamento de água. A medida começou a ser implementada pela Companhia de Saneamento Ambiental (CAESB) no dia 16 de janeiro de 2017. Nos últimos meses, a situação só piorou e o nível dos principais reservatórios que abastecem a região atingiu o menor valor da história.Diante da crise hídrica preocupante, é urgente o retorno da chuva, mas esta só deve voltar com regularidade a partir de novembro. Atual nível dos reservatórios De acordo com a Agência Reguladora de Águas, Energia e Saneamento Básico do Distrito Federal (ADASA), o reservatório do Descoberto opera com volume útil de apenas 11,4% e o reservatório Santa

Chuva ajuda bombeiros a controlar incêndios no centro e no norte de Portugal

Onda de incêndios deixou 37 mortos e 71 feridos no país desde domingo. Os bombeiros portugueses conseguiram controlar, nesta terça-feira (17), todos os incêndios que atingiam o centro e norte do país desde domingo (15). A onda de incêndios, que também atingiu a Espanha, deixou 37 mortos e 71 feridos apenas em Portugal, segundo o jornal "Público". A queda da temperatura e a chuva registrada durante a madrugada ajudaram os trabalhos dos bombeiros. A previsão para as próximas horas é de mais chuva, que ajudará a manter a situação sob controle, de acordo com o jornal “Público”. No início da manhã desta terça havia apenas um pequeno incêndio no município de Moura, no distrito de Beja (sul do país

Três metrópoles brasileiras recebem ajuda alemã para planejamento urbano com foco ambiental

Com ajuda de projeto internacional financiado pelo governo alemão, Campinas, Belo Horizonte e Londrina pretendem evitar crises hídricas, alimentar a população sem agredir o meio ambiente e otimizar uso do solo. O Brasil tem a maior biodiversidade do planeta, com pelo menos 20% das espécies existentes e 30% das florestas tropicais do mundo. Mas na hora de integrar políticas de conservação e sustentabilidade ao planejamento urbano, o país está longe de ser exemplo. Um novo projeto liderado pela associação internacional Iclei (Governos Locais pela Sustentabilidade) e financiando pela Alemanha busca reverter essa lógica e colocar a natureza em foco em três regiões metropolitanas brasileiras. Cam

O projeto Tempo de Aprender em Clima de Ensinar foi criado pela equipe do Laboratório de Meteorologia da Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro (LAMET/UENF), com o intuito de discutir com alunos e professores de escolas públicas as diferenças entre os conceitos de “tempo” e “clima” através de avaliações e estudos das características da atmosfera.

Criatividade Coletiva